Em dia de terceira etapa da Africa Race 2017 a dupla de pilotos do Albufeira Racing Team cumpriu hoje os mais de 433 quilómetros da jornada que levou a caravana da prova desde Tagounite até Assa, ainda em Marrocos. Um dia muito longo com passagem por locais históricos do TT mundial como o Erg Chegaga ou o Lago Iriki mas igualmente muito exigente nas pistas junto à fronteira com a Argélia que marcaram a fase final da especial antes dos pilotos cumprirem uma ligação de 92 quilómetros até Assa onde está instalado o acampamento.
A navegação foi de novo importante e ambos os pilotos mostraram mais uma vez estar à vontade nesta exigente tarefa, ganhando mesmo posições no final de um dia onde Alexandre Azinhais foi o 12º da classificação e Didier Frederico o 14º, prestação que permitiu a cada um deles ganhar uma posição na classificação geral da prova, cabendo a Frederico ocupar agora a 13ª posição e Azinhais o 14º posto.

"Estamos bem fisicamente e as motos estão perfeitas. Foi mais um dia longo e exigente onde sem riscos exagerados conseguimos um bom ritmo." afirmou Didier na chegada ao acampamento. "Vamos continuar a manter esta postura porque o nosso objectivo principal é atingir o Lago Rosa e descobrir esta prova. A classificação final está sempre na nossa cabeça mas não nos vamos 'perder' por ela." referiu igualmente o piloto de Albufeira.


Amanhã os dois pilotos do Algarve enfrentarão a quarta etapa, penúltima em solo marroquino e que os levará até Remz El Quebir no final de 409 quilómetros de especial que terminará no acampamento, considerada pela organização como a etapa de maior beleza desta edição da prova.