A Baja TT Idanha-a-Nova, antepenúltima prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, marcava a estreia de Tiago Reis com um novo carro. Contudo, um problema na transmissão já perto do final do SS1 obrigou o piloto de Famalicão a abandonar.
Depois de ter vendido o Mercedes GLA Proto construído e desenvolvido pelo Team Transfradelos, Tiago Reis recorreu a um MINI Proto para a Baja de Idanha-a-Nova, apostando sobretudo em terminar a prova organizada pela Escuderia Castelo Branco. O piloto de Famalicão, que nesta prova teve Jorge Lopes como navegador, voltou a não ser muito feliz e teve mesmo de abandonar já perto do final do primeiro Setor Seletivo deste sábado.
No dia de ontem, Tiago Reis tinha terminado as duas passagens pelo Prólogo no top-10 e hoje de manhã estava em plena recuperação, ocupando já o 6º lugar da geral à passagem pelo km 68 do SS1. Quando faltavam cerca de 10 kms para o final do Setor, a quebra da transmissão do MINI obrigou Tiago Reis e Jorge Lopes a uma desistência inglória.

“Como praticamente não tínhamos testado o carro, já sabíamos que esta prova seria uma descoberta absoluta do MINI. Foi por isso que não arriscámos nada no Prólogo e nos primeiros kms do Setor Seletivo da manhã. Pouco a pouco, já estávamos a ganhar confiança com o carro mas a cerca de 10 kms do fim do SS1 percebemos que a transmissão tinha cedido e que não dava mesmo para continuar. Admito que esta época tem sido frustrante mas as corridas são mesmo assim. Vamos agora preparar a Baja de Portalegre, que é sempre o ponto alto da temporada e onde esperamos, finalmente, poder chegar ao fim de uma prova este ano”, afirmou Tiago Reis, que em 2016 foi o melhor rookie do CNTT.

 
A emblemática Baja Portalegre 500 é a próxima ronda do Campeonato Nacional e disputa-se entre os dias 26 e 28 de outubro.





Comunicado oficial