×

Mensagem

Failed loading XML... Start tag expected, '<' not found
O piloto Cyril Despres obteve ontem, no 5º dia do Silk Way Rally 2017, a sua 1ª vitória em Etapas. A bordo do seu Peugeot DKR nº 100 e, a dupla soube evitar as armadilhas de navegação do percurso, dando continuidade à série ininterrupta de pódios conquistados pela Peugeot.
Num dia em que a navegação foi o principal desafio, Sébastien Loeb e Daniel Elena perderam algum tempo na busca da direção certa entre a erva alta. No final da etapa registaram um atraso de 17 minutos face ao tempo de referência definido por Despres, mas mantêm o seu Peugeot DKR Maxi no topo da Classificação Geral, agora com cerca de 50 minutos de vantagem para o Peugeot DKR do seu colega de equipa.
Quanto a Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, o seu dia foi, de novo, mais complicado, perdendo 52 minutos com a rutura do amortecedor da frente direita do seu Peugeot DKR, tendo mesmo sido obrigados a repará-lo em plena Especial.

A ETAPA EM RESUMO
Corrida ontem (quarta-feira, 11 julho), a 5ª Etapa do Silk Way Rally foi, provavelmente, a mais complicada em termos de navegação de todo esta prova. Foi uma especial rápida, disputada no esplendor das estepes cazaques, uma paisagem que as equipas não tiveram tempo para admirar, tendo antes que se concentrar e ser muito precisas nas escolhas das várias opções de pistas, encontrando a melhor solução para alcançar o bivouac de Semey.
Sendo os 18ºs a iniciar esta Etapa, Cyril Despres e David Castera registaram o melhor tempo do dia, recuperando, com isso, 17 minutos a Sébastien Loeb na Geral. Esta 1ª vitória permitir-lhes-á enfrentar os próximos dias com maior confiança, até se alcançar o Dia de Descanso em Urumqi.
Mais complicado foi o dia de Sébastien Loeb e Daniel Elena. Com a difícil tarefa de abrir a pista, naturalmente que a dupla levou mais tempo a fazer as escolhas certas em termos de navegação. Sendo apenas o 5º mais rápido do dia, Loeb continua a mostrar-se positivo, pois o Peugeot DKR Maxi parece adequar-se ao seu estilo de condução.
Regressando à noite da véspera, nos bastidores os técnicos debruçaram-se na recuperação do Peugeot DKR nº 106 de Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, esforço conjunto que enfatizou o trabalho de equipa que reina dentro do Team Peugeot Total. Ao amanhecer, após mais de 8 horas de intervenções mecânicas, a dupla pôde alinhar no início da Etapa, mas, infelizmente, viram o seu ímpeto de novo reduzido ao 385 km, devido à quebra de um amortecedor da frente. Terminaram o dia com o 15º tempo, tendo agora um atraso de 3h38 na Geral.
 

HTTP://pecasAUTO24.pt

www.AUTOpecas-ONLINE.pt

ZONA ESPETACULO

VIDEOS DE TODO O TERRENO