Nos passados dia 20 e 21 de Agosto o "Extreme Trial 4x4" fez uma visita até à Ilha da Madeira, onde participou num evento do Campeonato de Super Trial 4X4 Promerch Madeira, o Super Trial do Estreito que contou assim para as duas competições, à semelhança do que já havia acontecido no Extreme Trial 4x4 Couço 2016, disputado no continente algumas semanas antes.
 
Apesar de ter chegado a estar inscrito um número muito interessante de viaturas do Continente, a logistica da deslocação acabou por ser um entrave à participação de todos. Assim foram apenas três as equipas continentais - BS Auto (Classe Proto), Team F-Power (Super Proto) e Team Pakelo / Auto Higino que fizeram a viagem até à Madeira para participar na prova.
 
Na prova da classe de Promoção, o vencedor do prólogo disputado na noite de sábado foi a equipa n.º747, composta pela dupla Omar Neves e Vitor Silva.  No dia seguinte, a equipa fez uma opção diferente das demais em termos de percursos a seguir, decisão essa que acabou por ser muito penalizadora, relegando-os para o último lugar. 
A equipa vencedora da Promoção foi n.º750 composta por Nuno Berenguer e Paulo Gonçalves, tendo sido seguidos pelas equipas 745 em segundo e 746 em terceiro.
 
Nos eventos que integram o Troféu Extreme Trial 4x4 no continente existe a classe Proto, sendo na verdade bastante participada e onde se verifica muita disputa pela vitória. No entanto, nos eventos madeirenses esta classe não existe habitualmente, e por isso organizadores e promotores de ambos os troféus fizeram uma triagem de participantes por forma a perceber quais é que cumpriam ou não as normas desta classe em particular.
A competição nesta classe começou, à semelhança de todas as outras, com a realização do prólogo noturno de sábado, o qual venceu a equipa local formada por Armando Jardim e Miguel Marques.
Depois nas três especiais seguintes (1 noturna no sábado e 2 no domingo à tarde) sobressaiu o dominio de uma das equipas continentais. O Team BS Auto, liderado por Bruno Silva não deu qualquer hipotese aos seus adversários e foi quem deu mais voltas somando um total de 26, saindo como o grande vencedor desta classe. Em segundo ficaou a equipa número 748 enquanto a 752 ficou em terceiro.
 
A classe Super Proto foi a que mais participantes reuniu, e nela participaram duas das equipas continentais - O Team Pakelo Lubrificantes / Auto Higino e o Team F-Power.  Desde cedo ficou patente que os dois continentais tinham ido para lutar pela vitória, e que iriam fazer suar bastante os seus rivais madeirenses, começando logo pelo prólogo onde ficaram em primeiro e segundo (1º Team F-Power, 2º Team Pakelo Lubrificantes / Auto Higino).
Ainda no sábado à noite disputou-se a primeira especial, que havia de ser particularmente nefasta para o Team F-Power que caiu dentro de um buraco e perdeu 40 minutos de prova.  Acabou por ser a equipa 744, uma dupla madeirense composta por Armando Jardim e Miguel Marques a vencer esta primeira manga, sempre controlada de perto pelo Team Pakelo Lubrificantes / Auto Higino que ficou em segundo.
No domingo a vitória nas especiais foi repartida entre o primeiro e o segundo do dia anterior, com cada um deles a vencer uma.  Venceu assim na classe Super Proto a equipa local, deixando os continentais em segundo.  Em terceiro terminou a equipa formada por Adriano Santos e Elsa Henriques, outro dos locais. 
Quanto ao Team F-Power já havia começado o dia de domingo algo atrasado face ao resultado de sábado à noite, mas depois foi-lhe aplicada uma penalização e mais tarde viria ainda a sofrer problemas mecânicos, não conseguindo ir além do sexto lugar final.
 
Luis Pirralho da X-Adventure:
"O evento aqui na Ilha da Madeira, em São Vicente foi muito diferente do que estamos habituados no continente.  Já a própria pista em si tem caracteristicas muito especiais, estando construida dentro do leito de um rio e com pedra rolada, sendo muito rápida, mas também muito dura e e complicada.Mas o elemento que mais nos impressionou aqui na Madeira foi a incrivel moldura humana. Estimamos que tenham estado mais de 7000 pessoas a assistir ao evento, e que vibraram do inicio ao fim, apoiando todos os pilotos sem excepção.  A isto não será de certo alheio o apoio das autoridades locais e de toda a comunicação social - incluindo a televisão, que ajudaram a organização divulgar o evento por toda a região.Quero agradecer ao Grupo Desportivo do Estreito e ao Sr. Alberto Rosário pela dedicação e empenho, ele que foi um elemento fundamental e que de tudo fez para que fosse possível esta viagem até à Madeira.  Também as equipas locais merecem uma palavra de apreço, pelo espirito desportivo que demonstraram e pela forma como receberam as equipas do continente.  Quanto às equipas continentais, temos que agradecer o esforço que fizeram para realizar esta viagem e pelo empenho e companheirismo demonstrado durante o evento.  Finalmente tenho que agradecer a todos os madeirenses que se deslocaram para assistir à prova e que criaram a impressionante moldura que rodeou o recinto.Poderá ainda ser algo prematuro, mas quero já demonstrar a nossa intenção para regressar em 2017, e desta vez quem sabe com uma comitiva significativamente mais numerosa."

HTTP://pecasAUTO24.pt

www.AUTOpecas-ONLINE.pt

ZONA ESPETACULO

VIDEOS DE TODO O TERRENO