Na sequência da anulação da 6ª Etapa do Dakar 2017, os concorrentes cumpriram, no passado sábado, o trajeto até La Paz (Bolívia) em caravana, seguindo-se um merecido dia de descanso. A 3600 m de altitude, La Paz é a capital mais elevada do mundo, tendo a caravana sido entusiasticamente recebida pelos muitos adeptos que assistiram à sua chegada. Com metade da prova já cumprida, o Team Peugeot Total ocupa os três lugares de topo da Classificação Geral provisória.
O Dakar 2017 tem correspondido às promessas dos organizadores de que seria um dos mais disputados dos últimos anos. Além das dificuldades tradicionais, foi instituído um novo tipo de controlo de passagem – os Waypoints – que têm mantido os co-pilotos em alerta constante. A chuva (e mesmo alguma neve!), tornaram as coisas ainda mais entusiasmantes, com as equipas a percorrerem zonas extremamente elevadas, como os 4960 m de altitude alcançados na seção de estrada no Dia 3. 
Até ao momento, o Team Peugeot Total tem vencido todas as dificuldades que têm surgido no seu caminho, reclamando para si 4 vitória em Etapas em 5 possíveis, deixando apenas escapar o troço mais curto disputado até agora. As três duplas do Team Peugeot Total ainda em prova alternaram na liderança e todas venceram uma especial pelo menos uma Especial. O pódio provisório à partida desta segunda semana de Dakar é exclusivamente composto pelos 3 PEUGEOT 3008DKR. Embora a dupla Loeb/Elena seja a única equipa a ter vencido duas especiais, Peterhansel/Cottret, os vencedores do ano passado são os atuais líderes, com 1m09s de vantagem sobre os seus colegas de equipa. A dupla Sainz/Cruz demonstrou, logo desde o início, a sua rapidez habitual, mas acabou por ser eliminada por não terem conseguido reparar o seu carro após o despiste, seguido de capotamento, na 4ª Etapa. 
O PEUGEOT 3008DKR – que se estreia no Dakar como sucessor do PEUGEOT 2008DKR, vencedor da edição de 2016 – tem, até agora, apresentado um comportamento quase perfeito. As equipas têm beneficiado bastante da nova aerodinâmica do SUV Peugeot 3008, o que ficou bem demonstrado pelas elevadas velocidades alcançadas durante a 2ª Etapa. Entretanto, também as modificações operadas na suspensão e motor comprovaram já a sua eficácia, havendo apenas registo de um pequeno problema que atrasou a dupla Loeb/Elena na 4ª Etapa. 
As três duplas tiveram a oportunidade de desfrutar do amplamente merecido dia de descanso de ontem em La Paz, enquanto os restantes membros do Team Peugeot Total aproveitam o intervalo para rever e reparar extensivamente os carros, em preparação para a segunda e última semana da prova. O trabalho dos mecânicos e de toda a equipa técnica é particularmente importante, tendo em conta o ritmo alucinante previsto para esta segunda semana de competição, na qual se inclui uma longa especial tipo Maradona, dividida por dois dias e em que não serão permitidas assistências/reparações mecânicas durante a noite.

DISTÂNCIA PERCORRIDA ATÉ AGORA: 4036 km, incluindo 1386 km repartidos pelas 5 Especiais disputadas (6ª Etapa anulada) 
DISTÂNCIA POR PERCORRER: 4787 km, incluindo 2025 km repartidos por 6 Especiais. 
VITÓRIAS NAS ETAPAS: 4 em 5 para Loeb/Elena (Especial 2 e Especial 5), Peterhansel/Cottret (Especial 3), Despres/Castera (Especial 4). 
COMANDANTES DO RALI: Loeb/Elena (após a 2ª e 3ª Etapas), Despres/Castera (após a 4ª Etapa), Peterhansel (após a 5ª a 6ª Etapas). 
VELOCIDADE MÁXIMA ATINGIDA: 203 km/h (2ª Etapa) 
TEMPERATURA MAIS ELEVADA EM PROVA: 45°C (2ª Etapa) 

CLASSIFICAÇÂO GERAL APÓS A 6ª ETAPA (PROVISÓRIA): 
1. PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET J-P. (FRA), PEUGEOT 3008DKR, 14h2m58s 

2. LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, +1m9s 

3. DESPRES Cyril (FRA) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, +4m54s 
4. ROMA Nani (ESP) / HARO Bravo (ESP), Toyota Hilux, +5m35s 
5. HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, +42m21s 



EM DIRETO DO BIVOUAC

Bruno Famin

«O Dakar deste ano já deu azo a muita emoção e drama. Todos os dias foram marcados por incidentes, incluindo os acidentes de Nasser Al Attiyah e de Carlos Sainz, problemas mecânicos, algumas complicações de navegação e uma etapa anulada. A classificação geral passou por muitas alterações no decorrer da primeira semana, mas os quatro primeiros estão agora separados por menos de seis minutos, o que é praticamente insignificante. Ninguém foi capaz de obter uma grande vantagem, mas vimos algumas equipas perderem 45 minutos devido a problemas de navegação, algo que também nos poderá atingir. É bom termos os nossos três carros nos lugares da frente, mas é óbvio que ficámos desiludidos por termos perdido o Carlos. O Nani Roma está no nosso encalce e, num evento como o deste ano, mesmo aqueles que perderam terreno durante a primeira semana ainda têm possibilidades de recuperar. Quando olhamos para o que está agendado para a próxima semana, incluindo uma etapa-maratona de 800 km, seguida da Especial de ‘Super Belen’, é mesmo muito difícil prever quem será o vencedor do Rali Dakar 2017…»


Stéphane Peterhansel (PEUGEOT 3008DKR #300)
1º Classificado da Geral 

«Não temos uma liderança folgada, mas é obviamente bom estar à frente, embora não consiga evitar pensar que demorei demasiado tempo a entrar no ritmo da prova. Fizemos alguns erros ao nível da navegação, mas felizmente não nos custaram muito tempo e estamos agora no comando, isto apesar de uma primeira semana com um rendimento relativamente fraco. Em relação ao ano passado, as etapas deste ano são mais no espírito dos rally-raid. Os percursos foram bem escolhidos e são muito variados. Estou a contar com mais dunas durante a próxima semana e mais desafios ao nível da navegação, mas isso não é problema para nós. Espero que o nosso carro continue a demonstrar a mesma fiabilidade, pois, até agora, não tivemos um único problema.» 



Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR #309)
2º lugar da Geral 

«Estamos a meio do rali e estou muito satisfeito com o nosso rendimento até agora. É ótimo ver três Peugeot na frente. O Daniel e eu não estamos muito distantes do Stéphane, pelo que está tudo ainda em aberto. Termos apenas um minuto de diferença depois de todo o tempo que já perdemos – incluindo os problemas que tivemos no motor e que nos custou 25 minutos, mais um furo – é muito encorajador. Houve momentos em que nos convencemos de que já não estávamos na luta. As especiais têm sido autênticos desafios de rally-raid, incluindo situações de condução exigente em fora-de-estrada e de navegação difícil. Mesmo as equipas mais experientes têm tido problemas, pelo que é mesmo muito bom continuarmos na luta.» 


Cyril Despres (PEUGEOT 3008DKR #307)
3º lugar da Geral 

«O David e eu tivemos uma primeira semana verdadeiramente incrível. Queríamos ganhar uma Especial, embora soubéssemos que não iria ser fácil num rali que já se esperava ser muito complexo, e a que viemos a vencer não foi mesmo nada fácil. Depois disto, a nossa moral ficou mesmo em alta porque demonstramos que conseguimos ser rápidos. Ultrapassou todas as nossas expetativas e foi uma bela recompensa pelo trabalho que tivemos depois da nossa passagem para as quatro rodas, bem como pela capacidade da equipa de nos dar um excelente carro, rápido em todos os tipos de terreno. Além dos estragos causados por aves na nossa antena Sentinel logo no início da prova, não tivemos um único problema com o nosso 3008DKR, pelo que estamos ansiosos pela segunda semana do rali!» 




Comunicado Oficial

HTTP://pecasAUTO24.pt

www.AUTOpecas-ONLINE.pt

ZONA ESPETACULO

VIDEOS DE TODO O TERRENO