Baja Portalegre 2020: Nuno Matos com sabor amargo

 

A dupla Nuno Matos/Joel Lutas apresentou-se esta sexta-feira à partida da prova rainha do todo-o-terreno nacional, a Baja Portalegre 500, quinta ronda do Campeonato Portugal de Todo-o-Terreno. Um evento sempre muito exigente, este ano disputado excecionalmente no mês de novembro, e que a chuva veio brindar em força. 

Ao volante do FIAT Fullback Proto, e a jogar em casa, Nuno Matos partiu para os 3.36 quilómetros da Especial de Qualificação, disputada esta manhã, com a motivação em alta, assinando um grande resultado: 

“Perante um plantel como este, com máquinas muito mais evoluídas que a nossa, sermos a segunda melhor equipa portuguesa e quintos da geral deixa-nos muito satisfeitos.” Porém, esta foi uma tarefa árdua, conforme explica: “O piso estava muito escorregadio e havia muita lama, mas felizmente correu-nos tudo bem. A escolha que fizemos dos pneus Fedima revelou-se decisiva nestas condições”, sublinhou o piloto.

Da parte da tarde, a equipa tinha pela frente o derradeiro Setor Seletivo desta sexta-feira, com 75.31 quilómetros ao cronómetro, disputado perante condições meteorológicas que não deram tréguas ao longo de todo o dia, o que viria a agravar o estado do percurso. A equipa apresentou-se novamente em bom plano e, mesmo perante as dificuldades impostas pelo traçado, imprimiu um andamento que lhe permitiu rodar em 6º lugar no setor, a escassos segundos dos lugares cimeiros. Porém, perto do quilómetro 60, a prova da dupla do FIAT Fullback Proto acabaria por conhecer um desfecho inglório.

“Ficámos retidos na transposição de um ribeiro, com grande parte do carro submerso, e não nos foi possível continuar”, comentou o portalegrense, acrescentado: “Hoje vivemos um verdadeiro Portalegre à antiga, com a chuva a tornar o percurso intransitável. Apesar do desfecho, ficamos satisfeitos pelo ritmo que fomos capazes de impor numa baja com este plantel e perante estas condições.“Quero agradecer a todos, patrocinadores, equipa, família e adeptos, por mais um época em que estiveram sempre ao nosso lado. Não há palavras para descrever o vosso apoio, muito obrigado”, 

finalizou Nuno Matos. 
 

AUTOMOVEIS
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20

 

Don't try this at home