Baja TT Oeste 2021: Ramos invicto lidera

 

João Ramos e Filipe Palmeiro são a dupla que melhor se está a dar nos desconhecidos percursos da inédita Baja Oeste de Portugal. A equipa da Toyota Hilux lidera a competição após o primeiro dia. Alejandro Martins e José Marques estão em segundo, a 3m12,9s dos líderes, enquanto a equipa que comanda o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, Tiago Reis/Valter Cardoso, está na terceira posição, a 3m51,4s da frente.

O dia de hoje fica para a história do TT nacional pois marca o início da Baja Oeste de Portugal, uma competição inédita, organizada pela Escuderia Castelo Branco. Foram vários os pilotos que responderam à chamada e foram explorar a região oeste do território continental. Quem se está a dar melhor com o desafio é João Ramos. Ao volante da habitual Toyota Hilux, o piloto portuense foi o mais rápido no prólogo. Com o ritmo evidenciado, partiu na frente para o primeiro setor seletivo. Aí, voltou a ser o mais forte. É por isso que, no final do primeiro dia, cumpridos quase 150 quilómetros contra o cronómetro, Ramos tem uma vantagem que lhe permite gerir na derradeira etapa, que se realiza amanhã.

“Apesar de ter ganho o prólogo, fui com muitas cautelas. Creio que fui eu e toda a gente porque era um prólogo muito manhoso. Um prólogo com estas características não é nada agradável para os nossos carros. Não gostei, apesar da vitória Relativamente ao setor seletivo, gostei muito. Foi exactamente o oposto. Muito técnico, exigia muita condução nos pinhais, com muita curva e contra-curva. Obriga-nos a ter ritmo. Consegui encontrar o meu ritmo. Daí, consegui obter sempre vantagem sobre os meus adversários. Só não arrisquei onde não devia, mas mantive a toada para conseguir terminar com mais de dois minutos. Isso dá-nos uma vantagem grande porque só se me passarem no terreno é que conseguem ganhar a prova”,

explicou João Ramos.

Por sua vez, Alejandro Martins e José Marques, apresentaram-se no Mini JCW Rally com que competem habitualmente e, apesar da velocidade evidenciada, não conseguiram acompanhar os líderes.

“Estou a gostar muito desta corrida. Muito público. Fiquei admirado e agradavelmente surpreendido com a quantidade de público, apesar de já saber que esta zona tem bastantes aficionados do desporto automóvel. É bom para os pilotos, é bom para a organização. É boa para a região. Nesse aspecto, é muito bom. Por outro lado, em relação à corrida, também gostei. É muito técnica, tem muitas zonas de apoio, muitos ganchos. Exige bastante trabalho, muita condução. Adorei. Em relação ao dia de amanhã, estamos na luta pelo pódio. A corrida só termina no fim e eu vou lutar até ao final”,

enalteceu Alejandro Martins.

Tiago Reis, líder do campeonato, chegou à Baja Oeste de Portugal com a possibilidade de se tornar já campeão nacional da modalidade. Contudo, e apesar da recuperação, segue na terceira posição a quase quatro minutos de distância da dupla Ramos/Palmeiro.

“Hoje, o dia não foi fantástico. Tivemos logo uma saída de pista no prólogo. Perdemos bastante tempo e tivemos de arrancar para o primeiro setor seletivo em sétimo. No terceiro quilómetro, tivemos um furo no carro. Estávamos a ver tudo a descambar. Depois foi andar ao ataque para tentar recuperar, mas é muito difícil com o pó e por ter de ultrapassar outros concorrentes. As corridas são assim mesmo. Terminámos em terceiro e estamos muito satisfeitos. Amanhã temos mais 130 quilómetros e se formos campeões, isso é o mais importante de tudo”,

esclareceu Tiago Reis.

Também em Mini JCW, Luis Recuenco é o quarto classificado. O espanhol tem quase dois minutos de desvantagem para chegar ao pódio, enquanto o quinto classificado, Miguel Casaca, ainda se assume como uma ameaça, pois está a menos de um minuto.

Destaque para Jorge Cardoso que, ao volante de um Bombardier Can-Am Maverick X3, é oitavo classificado em termos absolutos e líder da categoria T3. Entre os T2, carros mais parecidos com as viaturas de série, o primeiro classificado é Georgino Pedroso e entre os T8, o comandante é Sérgio Vitorino. Contudo, o piloto do BMW X5 não tem a posição segura, pois Ricardo Nascimento, também com um BMW X5, é o segundo a menos de um minuto da liderança.

Na Taça de Portugal de Todo-o-Terreno, Micael Cassiano, em Nissan D22, está na frente mas tem apenas 9,4 segundos de vantagem sobre Césario Santos, em Nissan D21, que é o segundo classificado.

O último dia da Baja Oeste de Portugal é amanhã, com mais um setor seletivo pela frente. No total, são 132,34 km contra o cronómetro. A primeira equipa arranca às 11h05 e o vencedor deverá ser conhecido às 13 horas.


Comunicado Oficial
 

AUTOMOVEIS
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20

Don't try this at home