Baja Portalegre 500 2022 : Salvador Amaral quer segurar pódio TT1

Baja Portalegre 500 2022 : Salvador Amaral quer segurar pódio TT1

Saiba mais sobre:  PortalegrePonte de SorNisaAbrantesAlter do Chão
Lista de inscritos moto aqui
Mapa da prova aqui


Salvador Amaral, piloto Wingmotor Honda, disputa dentro de dias a 36ª edição da mítica Baja Portalegre, desta feita, sem a companhia dos seus irmãos e do primo: Gonçalo Amaral que estará ausente devido a lesão, Manuel que estando adoentado também não poderá disputar a Mini Baja na qual é 2º classificado e Diogo que também estará ausente da prova, ele que é no momento 4º classificado da categoria destinada aos pilotos mais novos.

Salvador Amaral que ocupa o 3º lugar da Classe TT1, parte para a última prova deste ano com o objetivo de “registar o melhor resultado possível na classe onde estou a competir. Obviamente que quero divertir-me, mas também quero, acima de tudo, levar a mota até ao final e alcançar uma boa posição. Sem os meus irmãos não é a mesma coisa. Para mim as provas só fazem real sentido quando podermos partilhar juntos este projeto, mas calhou assim e só lhes posso desejar uma rápida recuperação. O Diogo também não poderá estar presente. Eu cá estarei para dar o meu melhor”, salienta o piloto que neste momento ocupa no Campeonato Nacional absoluto a 13º posição, a 4 pontos do irmão Gonçalo que é 11º, a apenas 2 pontos do Top 10.

Embora ausente da Baja Portalegre que dará por concluída a temporada 2022 do CNTT, Gonçalo Amaral termina a época em 2º entre os Juniores e “estava a um passo” de alcançar o Top 10 absoluto do respetivo Campeonato. 

“Não contava com esta ausência e estive até dia 20 deste mês para os médicos confirmarem se seria ou não possível vir à prova. Ainda tinha alguma esperança, embora eu próprio tenha consciência que em menos de um mês não há milagres. No fundo, a classificação Júnior já está decidida, mas queria tentar lutar pelo top 10 absoluto. Não vai ser possível. Espero que o Salvador consiga segurar o pódio. Estou a torcer por ele. Vamos ver.”, revela Gonçalo Amaral que fraturou a mão enquanto disputava no final do mês de setembro a Baja TT Sharish Gin Reguengos Mourão.

A 36ª Baja Portalegre 500, também pontuável para a FIM Bajas World Cup, terá um total de 425km cronometrados distribuídos por três setores seletivos disputados ao longo de dois dias. Desportivamente a prova alentejana terá início na sexta-feira, dia 28 de outubro, com um prólogo com 5km e um troço de 70km. No sábado cumpre-se mais um setor seletivo com 350km cronometrados.

 

Comunicado Oficial

 

Related Articles

We use cookies

We use cookies on our website. Some of them are essential for the operation of the site, while others help us to improve this site and the user experience (tracking cookies). You can decide for yourself whether you want to allow cookies or not. Please note that if you reject them, you may not be able to use all the functionalities of the site.