CPT4x4: Famalicão decide campeões nacionais

 


Uma pista de terra negra, com subidas duríssimas e obstáculos muitos naturais. Foi este o cenário que, em Vila Nova de Famalicão, decidiu os campeões nacionais de trial 4x4 2021.
Em 2019 o Campeonato Portugal de Trial 4x4 (CPT4x4) passou pela primeira vez em Famalicão e as memórias dessa jornada são tão positivas, que o encerramento da temporada 2021.
Marco Polónio (Malpevent Team) foi o grande vencedor da jornada de Famalicão. Num dia com muitas dificuldades a equipa lutou até à bandeirada xadrez pela vitória. Correram 2h30 atrás do prejuízo e, a 10 minutos do final, conseguiram a dianteira da prova. Com os 26 pontos de Famalicão (os 25 pela vitória e 1 ponto extra pelo melhor tempo no prólogo) Marco Polónio e Daniel Esteves são os campeões nacionais da classe Super Proto.
Com um campeonato muito regular (foram segundos classificados em todas as provas) Cláudio Ferreira e João Lucas (Auto Higino) são os campeões nacionais absolutos da modalidade. Cláudio Ferreira continua a fazer história nesta competição. O piloto de Coruche veio a Famalicão apagar a má lembrança que tinha da prova de 2019 e, mesmo sem a vitória nesta derradeira etapa, conquista o tri-campeonato em termos Absolutos. 

Na Classe Proto, António Silva (Canelas Pneus) chegou em vantagem a Famalicão e durante a resistência consolidou a liderança. Numa pista recheada de dificuldades e pontos espetaculares para o público, deu mais 6 voltas do que o 2.º classificado e confirmou assim o campeonato da classe Proto.
Nélson Leitão (Imoc Team) regressou ao Campeonato depois de uma longa ausência, mas deixou bem claro que não perdeu o jeito. Foi quem mais voltas completou à pista de Famalicão: 26. Teve a concorrência feroz do piloto da casa, Diogo Mendes (Tuff4x4/Euro) mas o piloto de Mação foi mais rápido. António Moreira (Valclima) teve uma prova muito dura, mas mesmo assim, com as 2 vitórias nas 2 etapas anteriores, sagra-se campeão da classe Extreme.

Na classe Promoção Carlos Teixeira (Tasco Stand & RC Automóvies) foi o vencedor desta jornada, com as mesmas 12 voltas do segundo classificado mas gastou menos 49 segundos. Apesar do bronze em Famalicão, Tiago Costa e Rodrigo Pinto (SuperPrint) são os campeões da classe Promoção.
Nos UTV/Buggy, tal como em Moimenta da Beira, Carlos Martins e João Pinto (Reciclopeças) foram os vencedores.

Classe Absoluto

1.º Marco Polónio – Crawler Chevrolet – 21 voltas
2.º Cláudio Ferreira – Crawler Mercedes – 21 voltas
3.º Frederico Fernandes – Proto XS5 2021 – 20 voltas

Classe Super Proto

1.º Marco Polónio – Crawler Chevrolet – 21 voltas
2.º Cláudio Ferreira – Crawler Mercedes – 21 voltas
3.º Frederico Fernandes – Proto XS5 2021 – 20 voltas
 

Classe Proto

1.º António Silva – Proto XS5 – 16 voltas

2.º Carlos Gomes – Nissan Proto – 10 voltas

3.º Rui Faria – Nissan URLMD 21FQ – 7 voltas

Classe Extreme

1.º Nélson Leitão – Nissan Patrol – 26 voltas
2.º Diogo Mendes – Nissan Patrol – 26 voltas

3.º Armando Sousa – Nissan Patrol GR – 22 voltas

Classe Promoção

1.º Carlos Teixeira – Suzuki Samurai – 12 voltas
2.º Pedro Pereira - Nissan Patrol GR y60 – 12 voltas

3.º Tiago Costa - Nissan Patrol 260 - 10 voltas
 

Classe FUN

1.º Diogo Santos – Viatura Exemplo – 3 voltas

Classe UTV/Buggy

1.º Carlos Martins – Bombardier CAN-AM Maverik – 11 voltas
2.ºLuis Edgar – Polaris XP Turbo – 9 voltas

 

Comunicado Oficial
    

CPT4x4: Casa cheia em Famalicão

 


É já neste fim de semana que Vila Nova de Famalicão recebe a 3ª etapa do Campeonato de Portugal de Trial 4×4 2021.

Junto ao “Lago Discount” está tudo pronto para receber as cerca de 30 equipas que compõem a lista de inscritos. A pista terá na sua maioria obstáculos naturais, beneficiando do terreno “acidentado” da região e deixando a promessa de um dia intenso de competição. 

Depois de 2 provas Cláudio Ferreira (auto Higino) lidera o campeonato em termos Absolutos e segue também na frente da classe Super Proto. Em Proto António Silva (Canelas Pneus) é o líder. Na classe Extreme António Moreira (Valclima) depois de 2 vitórias em 2 provas é o líder isolado da classe Extreme.
Toda a ação competitiva será domingo, dia 21 de novembro, junto ao “Lago Discount” e começa com o prólogo às 10h00.

 

Comunicado Oficial

CPT 4x4: Rui Rocha triunfa em Leomil

 

2ª jornada do Campeonato Portugal de Trial 4x4 (CPT4x4) em Leomil, Moimenta da Beira. Num local conhecido como os “Calhaus do Diabo”, um monte agreste de dificuldades naturais e muito técnicas.
    
Rui Rocha e Pedro Campas (Team Rj69) conseguiram o terceiro melhor tempo do prólogo e partiram de um bom lugar para a resistência, mas as marcas das provas anteriores e a falta de confiança fizeram a equipa de Arouca perder posições, chegando mesmo a estar no final da tabela. Com o decorrer da resistência e Toyota a dar uma boa resposta, o entusiasmo foi aumentando e a garra também. Contra todas as expectativas terminaram a resistência na primeira posição…quer na classe Super Proto, quer em termos absolutos.
Cláudio Ferreira (Auto Higino) sabe bem o que é superar os “calhau do diabo”. Em 2019, com a vitória aqui, relançou a luta pelo título. Em 2021uma falha no motor do Crawler Mercedes limitou-lhe a corrida. Ainda assim terminou apenas com menos 1 volta do que o vencedor.
António Henriques (Lucrofusão) até partiu em primeiro e dominou durante quase toda a prova. Perto do final o azar bateu à porta e partiu o bloqueio. Terminou a prova sem tração à frente. 
O ainda bicampeão da modalidade, Cláudio Ferreira, sai de Leomil na liderança do campeonato em termos absolutos e também em Super Proto.

António Silva segue invicto em Proto
Na classe Proto António Silva (Canelas Pneus) soma e segue. Em Moimenta da Beira começou a vencer durante a manhã, no prólogo, e continuou a saga vitoriosa à tarde, na prova. Ainda tentaram o pódio em termos Absolutos, mas ficaram pela 5ª posição.
Carlos Gomes (Rafael & Gomes) que em 2021 evoluiu para a classe Proto foi quem deu mais luta a António Silva. Ainda a adaptar-se a pistas mais duras do que estava habituado terminou a 1 volta do vencedor.
 completar o pódio da classe Proto fica Luís Bacelo (Oficina Bacelo) que não teve um dia nada fácil. Logo na primeira volta partiu o semi-eixo atrás e fez toda a prova só com tração à frente. Somou ainda problemas com a direção que o fizeram terminar na terceira posição.
Com 2 vitórias em 2 provas António Silva lidera confortável o campeonato com 51 pontos.

Luta a 2 na Extreme
Prova disputada entre António Moreira (Valclima) e Armando Sousa (Transgatão) na classe Extreme. No final levou a melhor António Moreira, repetindo assim o triunfo da primeira jornada. 
    
Classes de Promoção bem representadas
Quem também repetiu o triunfo de Valongo foi Tiago Costa (SuperPrint). Em Moimenta da Beira completou 11 voltas à pista, mais 3 do que Pedro Pereira (Clean TT) que foi segundo classficado. 
Rodrigo Daniel (Trovão Team) completou as mesmas 11 voltas de Nuno Urbano (Team Urbano & Urbano) mas foi 59 segundos mais rápido. Venceu assim a classe Fun.
Carlos Martins (Reciclopeças) regressou à competição e completou 8 voltas à pista de Moimenta da Beira na classe UTV/Buggy
O CPT4x4 2021 regressa já no próximo dia 21 de novembro com a 3ª etapa a acontecer em Vila Nova de Famalicão. 

 

Comunicado Oficial
 

Trial 4x4 aqueceu Moimenta da Beira

 

Bem-vindos às “Terras do Demo”, assim batizadas por Aquilino Ribeiro há mais de 100 anos. Território privilegiado pelas condições climáticas e de constituição do solo, responsáveis pela excelente qualidade da maçã, da castanha, do vinho e do espumante… paisagens agrestes que fazem as delícias dos amantes do todo-o-terreno.
Rui Rocha (Team Rj69) levou a melhor sobre os “calhaus do demo”. Depois de um início de temporada menos bom em Valongo, nesta segunda etapa foi o grande vencedor, esquecendo a má prova que teve aqui em 2019.
Na classe Proto António Silva (Canelas Pneus) continua invicto. Em Moimenta da Beira completou 14 voltas à pista. Com a vitória nesta segunda jornada reforça a liderança da classe. 
António Moreira (Valclima) também repetiu o triunfo da primeira jornada. Desta vez completou mais 2 voltas do que a concorrência e reforça assim a liderança da classe Extreme.
Rodrigo Daniel (Trovão Team) completou as mesmas 11 voltas de Nuno Urbano (Team Urbano & Urbano) mas foi 59 segundos mais rápido. 
Carlos Martins (Reciclopeças) regressou à competição e completou 8 voltas à pista de Moimenta da Beira.
O CPT4x4 2021 regressa já no próximo dia 21 de novembro com a 3ª etapa a acontecer em Vila Nova de Famalicão. 

 

Comunicado Oficial
 

CPT 4x4: Marco Polónio vence em Valongo

 

Vamos recuar 19 meses. Até 8 de março de 2020. Uma semana antes de o país ficar em confinamento Valongo recebia a 1ª etapa do Campeonato Portugal de Trial 4x4. O arranque era positivo e a expectativa para a época eram enormes. A pandemia obrigou primeiro à suspensão das provas e depois, ao seu cancelamento. Foram muitas as incertezas e as dúvidas mas finalmente, em outubro de 2021, o CPT4x4 está de regresso às pistas… e mais forte do que nunca.
Em Valongo estiveram 24 equipas inscritas. Uma das grelhas mais completas de sempre numa prova inaugural!

 

MARCO POLÓNIO ENCONTROU O SEU CAMINHO

Marco Polónio (Malpevent Team) não podia desejar um começo mais promissor! Logo de manhã conseguiu o melhor tempo do prólogo, arrancou em primeiro e nunca mais de lá  saiu! Terminou a resistência com 3 voltas de avanço. Acompanhado por Daniel Esteves ganhou à classe e também em termos Absolutos.
Na segunda posição da Super Proto, com menos 3 voltas do que o vencedor ficou Cláudio Ferreira (Auto Higino). O piloto da Auto Higino, e ainda campeão em título, andou grande parte da prova na roda de Marco Polónio. Um pequeno toque no carro de outra equipa fez estragos e obrigou a uma paragem de alguns minutos.
O pódio Super Proto fica completo com o estreante Daniel Carapau (G&C Trial Team XS5).  Há muitos anos no trial 4x4, inclusive como chefe de equipa, em 2021 resolveu assumir o volante de um novíssimo Proto XS5 e deu nas vistas em Valongo
Naturalmente, com 1 prova realizada, lideram a classificação, tanto em Super Proto como em termos absolutos.


ANTÓNIO SILVA REPETE VITÓRIA DE 2020

Na classe Proto, António Silva (Canelas Pneus) repetiu em 2021 o primeiro lugar alcançado em março de 2020. Novamente acompanhado por Tiago Santos completou 15 voltas ao circuito e assegurou o primeiro lugar da classe e 3º em termos Absolutos.    
Rui Nunes e Sandro Almeida voltaram à competição. A equipa Veículo Longo Team já tinha disputado a Promoção, mas em 2021 aventura-se na Proto. Uma estreia vitoriosa em Valongo, prova que nunca tinham conseguido terminar.
Carlos e Rafael Gomes (Rafael e Gomes) também subiram de classe. Na etapa de 2020 correram em Extreme, mas em 2021 concorrem em Proto. Terminaram com 8 voltas ao circuito, menos 7 do que o vencedor.

CLASSE EXTREME COM ESTREANTES

 António Moreira (Valclima) chegou, viu e venceu na classe Extreme. Teve uma vitória muito confortável e coroa a estreia no CPT4x4 com a medalha de ouro. 

 Nota para a estreia de Armando Sousa e Jorge Teixeira (Trasngatão) que ficaram em segundo, com 8 voltas ao circuito de Valongo

PROMOÇÃO MUITO DISPUTADA

 Na classe Promoção Tiago Costa (SuperPrint) foi o vencedor. Em 2019 experimentou a classe FUN, em 2020 evoluiu para a Promoção e deixou bons indicadores com a vitória aqui em Valongo. Em 2021 repetiu a proeza e com 10 voltas foi o primeiro classificado da classe.
 Com as mesmas voltas, mas menos 19 segundos do que os vencedores, ficou Carlos Teixeira (Tasco do Stand & RC Automóveis)
Pedro Pereira (CleanTT) completa o pódio da Promoção, com 7 voltas em 1 hora, 30 minutos e 37 segundos.
 Já na classe FUN Luís Silva e Carlos Grilo da equipa Bichos do Mato foram os vencedores.


 Desde 2013 que Valongo integra o Campeonato, mas nem por isso vai ficando mais fácil para as equipas competir aqui. Pelas características cada vez mais naturais da pista, e a sua transformação conforme as condições climatéricas, há sempre muitas dificuldades para transpor

 

Comunicado Oficial
 

CPT 4x4: Regresso mais forte em Valongo

 


Foi uma longa temporada sem por os pés nas pistas. A 8 de março de 2020 Valongo recebia a jornada inaugural do Campeonato Portugal de Trial 4x4, mas 1 semana depois o país entrava em confinamento… 19 meses volvidos a caravana do CPT4x4 volta a Valongo para o arranque da época 2021. E as saudades eram tantas que a casa esteve completamente cheia. 24 equipas compuseram uma das melhores grelhas de partida de que há memória numa prova de arranque. E o público, saudoso da adrenalina, compareceu em peso, mesmo com todas as restrições e limitações derivadas da COVID 19. 
Marco Polónio (Malpevent Team) não podia desejar um começo mais promissor! Logo de manhã conseguiu o melhor tempo do prólogo e por isso partiu na frente. Lugar que nunca cedeu. Cláudio Ferreira andou quase toda a prova muito perto, mas Marco Polónio conseguiu ir dilantando a vantagem e terminou as 2h30 de resistência com 3 voltas de avanço. Acompanhado por Daniel Esteves ganhou à classe e também em termos Absolutos.
António Silva (Canelas Pneus) repetiu em 2021 o primeiro lugar alcançado em março de 2020. Completou 15 voltas ao circuito e assegurou o primeiro lugar da classe Proto.
António Moreira (Valclima) chegou, viu e venceu na classe Extreme. Teve uma vitória muito confortável e coroa a estreia no CPT4x4 com a medalha de ouro.            
Na classe Promoção Tiago Costa (SuperPrint) foi o vencedor. Em 2019 experimentou a classe FUN, em 2020 deixou bons indicadores com a vitória aqui em Valongo. Em 2021 repetiu a proeza e com 10 voltas foi o primeiro classificado da Promoção.

 

Comunicado Oficial
 

CPT4x4: Trial 4x4 de regresso às pistas

 

Depois de 19 meses o Campeonato Portugal de Trial 4x4 está de regresso às pistas.
O CPT4x4 2021 arranca já no próximo dia 10 de outubro, em Valongo.

A competição motorizada mais emocionante está de regresso, mais uma vez sob a égide da FPAK – a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. E apesar de tantas dúvidas e incertezas, a tradição mantém-se e Valongo continua a ser o destino de eleição para o arranque do CPT4x4.

Nesta nova temporada as verificações técnicas serão feitas no dia da prova, domingo. Segue-se depois o Briefing com os pilotos e o prólogo, que determina a grelha de partida acontece também durante a manhã.
A partida da prova está marcada para as 14h30 e serão 3 horas de resistência.

Em prova estarão 6 categorias: Extreme, Proto, Super Proto, Promoção, UTV's e FUN.

A organização do CPT4x4 está a trabalhar afincadamente com as entidades, municípios e clubes promotores para manter as restantes provas do calendário, desde que as condições pandémicas assim o permitam.

 

Comunicado Oficial
 

CISET 4X4: EDIÇÃO DE 2021 DO CISET 4X4 ADIADA PARA 2022

 

PANDEMIA IMPEDE O ARRANQUE DO CISET 4X4 2021

A X-Adventure em coordenação com os seus parceiros e entidades envolvidas na organização das provas que compõem Challenge Ibérico Super Extreme Trial 4x4, anuncia que a edição de 2021 desta competição é suspensa em definitivo, transitando para 2022 o alinhamento de provas.

Depois de alguns adiamentos e correções ao calendário inicial, verificou-se que á luz da situação atual e considerando todas as envolventes de uma competição como o CISET4X4 , que não estavam reunidas condições para disputar a competição dentro dos padrões normais tal como era desejo de todos os envolvidos.

Em aberto fica a possibilidade de se virem a realizar uma ou duas provas já no período de Outono, de caracter isolado e sem pontuarem para qualquer competição, desde que estejam reunidas as condições legais e de segurança indispensáveis para a realização das mesmas.

Na base da decisão do promotor do CISET4x4 está a situação de Pandemia que continua a assolar Portugal e que recentemente tem registado um crescente número de casos.   Como é do conhecimento de todos, provas com o estatuto das que integram o CISET4x4 obedecem a inúmeros requisitos e a uma incontornável necessidade de obter diversas licenças e autorizações emitidas pelos municípios e outras entidades onde agora também se incluem as autoridades de saúde.   Porém, á luz da nova realidade do nosso país, tanto os organizadores locais como o promotor têm encontrado uma crescente resistência para a emissão das licenças que são requeridas para organizar as provas, com as entidades a escudarem-se nos receios de terem em mãos eventos que podem em teoria fazer aumentar os números de casos positivos de CoVid-19 nas suas localidades, e isto apesar de todas as medidas que poderiam vir a ser tomadas para acautelar a segurança dos participantes, organização e público.

Para além de todos os receios relacionados com a pandemia, Portugal irá em breve entrar também num período eleitoral, o que significa que decisões por parte das autarquias tornam-se particularmente complicadas. O calendário eleitoral obriga a que decisões quanto a apoios sejam assumidos a breve prazo, uma vez que os executivos camarários estão prestes a entrar num período em que por lei estarão impedidos de assumir esses mesmos compromissos.  Justificadamente, os titulares dos cargos públicos apresentam muitas reservas em assumir compromissos que vinculariam as autarquias, e que posteriormente poderiam ser objeto de análise contrária por novos eleitos ou então porque mesmos eventos poderão não ter condições de se realizarem face a uma eventual evolução negativa dos números da pandemia.

Luis Pirralho, Director da X-Adventure:

"Mais um ano em que temos que tomar a dura decisão de não fazer o nosso "Challenge". Lamento que assim seja, mas não temos outra alternativa. Por muito boa vontade que tenhamos, a nossa competição depende sempre de uma boa relação com os parceiros, e nesses parceiros incluem-se as autarquias e outras entidades oficiais.  Apesar da campanha de vacinação estar a avançar a bom ritmo, este recente aumento de casos veio reacender medos em muitas pessoas e entidades, relembrando os números do ano passado e dos primeiros meses de 2021 que foram muito maus.  Ninguém quer correr o risco de voltar a esse ponto, nem nós próprios.    Acima de tudo temos um sentimento de alguma frustração e impotência face a uma situação que nos escapa ao controlo.  Temos que nos conformar e acreditar no bom desempenho dos nossos responsáveis e da população em geral para podermos por um fim na pandemia e regressar á vida normal"

Quanto á possibilidade de virem a ser disputadas algumas provas antes do fim do ano, o responsável máximo do CISET 4x4 esclareceu que:

"É possível que depois do ato eleitoral, venhamos a conseguir realizar uma ou duas provas, mas essa possibilidade está diretamente ligada à redução do número de casos da Pandemia, e às medidas as autoridades nacionais e locais poderão ou não colocar no terreno.  Para já acreditamos que a campanha de vacinação irá ser bem-sucedida e permitirá o desconfinamento no Outono, o que nos poderá permitir realizar as tais  provas, ainda que venha a ser necessário colocar em prática algumas medidas de segurança adicionais"

"Gostaríamos mesmo de poder realizar um ou dois eventos, apesar de já não contarem para qualquer classificação de Troféu, isto porque estarmos dois anos parados sem provas é demasiado mau.  Os danos que esta situação provoca vão muito para além daquilo que é o óbvio.  As provas, sejam as nossas, sejam quaisquer outras, têm um impacto social e econômico importante não só para quem está diretamente envolvido, como também para as localidades que acolhem os eventos.  Temo que em muitos casos já não seja possível recuperar o que se entretanto se perdeu, e era bom que as entidades que olham pelo desporto de um modo geral, bem como aquelas que têm uma palavra a dizer na realização das provas percebem a gravidade da situação atual e que quando houver possibilidade de realizar provas não façam exigências que voltem a inviabilizar esses mesmos eventos."  concluiu.

 

Sobre a edição de 2022, já existe um plano de trabalho, que seguirá o padrão normal de procedimentos tanto quanto for possível, e mediante as condições futuras, será apresentado ao publico com um calendário completo de datas e locais onde serão realizadas essas provas.

O CHALLENGE IBÉRICO SUPER EXTREME TRIAL 4X4 é promovido pela X-Adventure sob a égide da FPAK – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

Poderá consultar toda a informação sobre o CISET4x4 no site oficial em www.extremetrial4x4.com

Acompanhe o CISET4x4 nas redes sociais:
https://www.facebook.com/superextremetrial4x4/
https://www.facebook.com/extremetrial4x4/
 

CPTU4X4 2021: Revisão do calendário atrasa arranque do campeonato para Setembro


PROVAS DE TABUAÇO E OLIVEIRA DE AZEMÉIS CANCELADAS
TORRES VEDRAS COM HONRAS DE ABERTURA

A persistente situação de Pandemia que está a afectar Portugal há mais de um ano, há qual se juntou o recente aumento do número de infecções levaram o CORE - Clube Off-Road Experience, entidade promotora do Campeonato de Portugal de Trial Urbano 4x4 a, depois de consultar todos os seus parceiros e a FPAK,  reformular o calendário de provas para 2021 adiando o arranque da competição para o próximo mês de Setembro.

Como consequência direta da revisão do calendário, foi cancelado o evento agendado para Tabuaço que deveria ter sido disputado no início de Junho, e ainda o evento de Oliveira de Azeméis que se iria disputar no primeiro fim de semana de julho.

Devido ao cancelamento da prova de Junho e da prova de Julho, será no fim de semana de 4 e 5 de Setembro na cidade de Torres Vedras que terá início o CPTU4x4 2021, sendo esperado que nesta altura do ano já se possam disputar provas com a características do CPTU em segurança e já dentro de uma situação de maior normalidade.

Josué Silva, director do CPTU4x4 disse que:

"Face à situação em que nos encontramos não havia outra decisão a tomar. Consultámos todas as entidades envolvidas, e foi opinião unânime de que a melhor decisão era reformular o calendário, cancelando as provas de Junho e Julho e adiar o arranque para Setembro.   Não era isto que esperávamos  quando programamos o nosso calendário, mas também não é algo que esteja sob o nosso controlo e que possamos mudar"

Para além da prova de Torres Vedras, o CPTU 4x4 2021 tem previstas mais duas provas, uma em Outubro e outra em Novembro, sendo os detalhes destas duas provas anunciados oportunamente.

"Já temos datas e locais escolhidos, mas face ao passado recente e à situação em que nos encontramos, preferirmos não anunciar já e aguardar pela evolução favorável da Pandemia.  Para já confirmamos a prova de Torres Vedras, e logo que seja possível divulgaremos quais as datas e localidades das provas seguintes"

 

Comunicado oficial

Extreme Trial Couço 2021: A maior prova de Trial 4x4 da península é adiada para o mês de Agosto



Situação de Pandemia motiva adiamento

Embora falte pouco mais de um mês para as datas previstas para  a realização do CISET 4x4 COUÇO 2021, a organização e o promotor, em coordenação com as diversas autoridades também envolvidas na realização deste evento, decidiram adiar a prova que estava marcada para 11 e 12 de Julho na localidade de Couço, Coruche.

Na base da decisão agora anunciada está a evolução da Pandemia, cujo recente aumento de casos e medidas anunciadas pelas autoridades de saúde nacionais colocam em risco a organização da prova nos moldes em que habitualmente decorre.  

O CISET 4x4 Couço é conhecido por ser a prova que mais participantes reúne em toda a península ibérica, que se reúnem nas margens do rio Sorraia para uma prova ímpar.  Não só as águas do rio e as areias oferecem um desafio único, como esta prova já assumiu um estatuto singular e se transformou numa grande festa de convívio anual, em que muitos casos a prova competição dentro da pista é deixada para segundo plano.  Estes fatores contribuem para atrair milhares de espectadores até à localidade Ribatejana, juntando-se às largas centenas que pertencem ou acompanham as esquipas.  

A possibilidade de realizar a prova sem público e limitando o número de pessoas ou equipas presentes, juntamente com necessidade de expandir as espaços para assegurar o necessário distanciamento sobretudo nas áreas de assistência, juntando ainda o facto de não poder ter quaisquer infraestruturas de apoio descaracteriza e inviabiliza a realização da prova, não deixando assim outra alternativa a não ser o adiamento.

Luis Pirralho, diretor da X-Adventure, entidade promotora do CISET4x4 disse que:

"Há uns meses atrás estávamos confiantes que já poderíamos realizar a prova no Couço, mesmo que com algumas restrições e medidas de segurança, porém segundo as informações que temos e também pelo acompanhamento que temos feito da evolução da Pandemia  tal não vai ser possível.  Aquilo que nos poderia ser permitido é tão restritivo que inviabiliza a prova, e não temos alternativa"

Sobre uma nova data, acrescentou que:

"Nós estamos em contacto com as autoridades, e vamos ter algumas reuniões importantes com os responsáveis locais e regionais, no sentido de perceber qual a avaliação que as autoridades fazem da situação atual, quais as medidas futuras que pensam tomar, e também de que forma é que isso irá afetar a realização da nossa prova.  A nossa esperança é poder realizar prova dentro dos padrões (quase) normais na segunda metade do mês de Agosto, numa data ainda a anunciar."

Este adiamento tem também efeitos sobre a prova que estava agendada para a Ilha da Madeira, que no imediato fica suspensa, sendo a decisão sobre a sua realização ou cancelamento em definitivo anunciada dentro de algumas semanas.

O CISET 4x4 COUÇO é organizado pelo Moto Clube Sacho, promovido pela X-Adventure, com o apoio da Freguesia do Couço e do Município de Coruche, e realizado sob a égide da FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

CPTU 4X4 2021 COM ARRANQUE ADIADO

CANCELAMENTO DA PROVA DE BRAGANÇA "EMPURRA" INICIO DA TEMPORADA PARA TABUAÇO

Apesar de todo o trabalho feito e do empenho do promotor, organizações e parceiros,  a prova de arranque da edição de 2021 do CPTU 4x4 irá, agendada para 8 e 9 de Maio na cidade de Bragança terá de ser cancelada, devido à ainda presente Pandemia causada pelo vírus Covid-19.

A continua melhoria dos indicadores sanitários e do tão famoso "R" - o índice que expressa o potencial de propagação do coronavírus permitiram ás autoridades avançar com o tão desejado desconfinamento permitindo assim um regresso gradual à vida normal, porém, esta evolução não está a acontecer tão rapidamente e de forma tão notória como seria desejado, existindo o risco de a qualquer momento voltarem a ser impostas medida de contenção, incluindo ajuntamentos de pessoas e recolher obrigatório.     Por outro lado continuam ainda a existir indicações que vão no sentido de evitar ajuntamentos e de que os eventos realizados ao ar livre devem obedecer a um conjunto de regras no sentido de limitarem ao máximo esses mesmos ajuntamentos.

O Campeonato de Portugal de Trial Urbano 4x4 e a forma como está concebido implica uma necessária presença de público, com os recintos a estarem implantados nas zonas urbanas das localidades anfitriãs das provas.   É também interesse de todos os envolvidos, desde patrocinadores a parceiros, que as provas atraiam o maior numero de pessoas, levando-as a conhecer as vilas e cidades onde se disputam as provas, bem como a poderem ter contacto com as marcas e empresas que apoiam a competição.

Sem a possibilidade de ter público ou ter em número muito reduzido e sob fortes medidas de segurança, bem como o ainda latente risco de propagação do vírus que poderá em qualquer momento e em qualquer lugar dar origem a um surto de infeções, o CORE - entidade promotora do CPTU, em conjunto com a FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, com a Associação TT Sem Limites de Bragança - organizador da prova de Bragança e demais entidades envolvidas, decidiram optar pelo cancelamento da prova.

Josué Silva, Director do CPTU disse que:

"Por muito que seja a nossa vontade realizar a prova não estão reunidas as condições necessárias.  Apesar do desconfinamento, as regras que ainda se mantêm bem como os riscos de poder ter um surto de infeções de um momento para o outro e ficar com a prova inviabilizada levaram-nos a tomar esta decisão.  Apesar de ser algo que não podemos de todo controlar, lamentamos esta situação e só temos a agradecer a todos os que trabalharam no sentido de podermos vir a ter esta prova, agradecer aos parceiros que confiaram em nós e ás equipas que se estavam a preparar para participar."

Já sobre as próximas provas, o responsável pela competição informou-nos que:

"Neste momento a única alteração é mesmo o cancelamento da prova de Bragança. As demais mantêm-se nas datas e locais agendados, e esperamos sinceramente que a evolução da Pandemia nos permita cumprir o plano que temos delineado.   Esperamos poder começar em Tabuaço a 5 e 6 de Junho, numa organização do clube Promonte - Tabuaço"

Oportunamente serão reveladas mais informações a primeira prova da temporada.

CISET 4X4 2021: Arranque da edição de 2021 do CISET 4x4 adiado para Julho

Apesar da notória melhoria das condições da Pandemia registadas nas ultimas semanas em que todos os indicadores se encontram em queda sustentada, desde o numero de infeções até ao numero de internados, a X-Adventure - Entidade promotora do CISET 4x4, em conjunto com os seus parceiros e organizadores de provas decidiu adiar o arranque da edição de 2021.  Dependendo da evolução da pandemia e também daquilo que forem as indicações das autoridades competentes, o inicio do poderá vir a ter lugar  com a realização CISET 4x4 COUÇO 2021 a 10 e 11 de Julho, ou eventualmente numa data posterior e até em outro local.

As recentes medidas tomadas pelo Governo, que preveem um desconfinamento gradual e um regresso a uma situação o mais próxima do normal possível, ainda assim acarretam uma dose de incerteza muito grande,  sobretudo porque é difícil de prever a evolução da Pandemia.  Atualmente Portugal está a sair da terceira vaga, que segundo os indicadores oficiais, foi a pior a nível mundial,  porém ao mesmo em que por cá a situação está a melhorar, em outros países da UE com muitos laços com Portugal já se regista uma quarta vaga e um regresso a medidas mais restritivas de confinamento.  

Não sendo fácil prever qual será a situação dentro de algumas semanas, a X-Adventure optou por seguir um caminho um pouco mais difícil adiando o arranque da competição,  porém estão assim prevenidos problemas futuros e ganha-se tempo no sentido de perceber qual a evolução de toda a situação. A expectativa atual é de poder começar em Julho ou eventualmente em Agosto, contando já com a presença de publico.  Caso tal não seja possível, a edição de 2021 do CISET4x4 poderá, á semelhança da edição e 2020 vir a ser suspensa.

Para já, e a par com o adiamento do inicio da edição de 2021 do Challenge Ibérico Super Extreme Trial 4x4,  surge também uma obvia modificação no calendário relacionada com as duas primeiras provas.  O CISET4x4 TORRES VEDRAS 2021 é adiado, passando para o outono, para uma data a anunciar oportunamente.  Já o CISET4x4 PORTALEGRE 2021 que era uma das principais novidades deste ano é cancelado em definitivo.

Luis Pirralho, Director da X-Adventure:

 "O adiamento do começo da edição de 2021 do CISET não é de todo aquilo que gostaríamos de anunciar, porém são demasiadas incertezas e questões sem resposta que enfrentamos.  O próprio Governo não consegue garantir estabilidade e comprometeu-se apenas a avaliar a situação a cada 15 dias.  Se vamos preparar provas, e se a 1 ou 2 dias dessa prova o Governo decide fechar tudo, ou nem que seja limitar as deslocações entre concelhos como na situação atual nós ficamos com um problema complicado em mãos.  Não queremos correr esse risco.  Por outro lado, é quase impossível que nas datas previstas já existam possibilidades de fazer as provas normalmente e com publico. Não iriamos conseguir obter os licenciamentos e autorizações, a não ser que as provas fossem feitas á porta fechada e com um protocolo de segurança muito rígido, algo que não consideramos porque não temos suporte para tal."

"Este adiamento obviamente que afeta as duas primeiras provas.  Quanto a Torres Vedras vamos procurar uma data no Outono, já quanto a Portalegre, uma prova nova com um organizador estreante no CISET 4x4, optámos todos em conjunto por cancelar a prova e retira-la desta edição do CISET, ficando a sua estreia adiada para 2022.   Gostaríamos de poder arrancar no Couço, mas falta muito tempo, e isso poderá até nem ser possível.   É quase certo que ainda tenhamos que voltar a fazer ajustes nas datas das provas, mas por agora é prematuro falar sobre isso, vamos aguardar pelo menos até ao final de Maio para tentar perceber se a evolução da Pandemia é aquela que todos queremos. " disse-nos o responsável máximo do CISET 4x4.

Sobre uma eventual suspensão da edição de 2020, Luis Pirralho acrescentou que:

"É uma hipótese remota, mas que existe. Prefiro nem pensar muito nisso agora, mas se não conseguirmos iniciar em Julho ou em Agosto poderemos ter que tomar essa decisão mais uma vez tal como em 2020. Se não tivermos as condições que consideramos mínimas, não arrancamos. Mas vamos acreditar que a Pandemia vai ser superada, e que poderemos fazer corridas  e regressar á nossa vida normal"

O CISET 4x4 é promovido pela X-Adventure e disputado ao abrigo das normas da FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

 

ATUALIZAÇÃO  DO CALENDÁRIO PREVISTO DO CISET 4X4 2021

  • 10 e 11 JULHO - CISET 4x4 COUÇO 2021 - COUÇO, CORUCHE (a confirmar)
  • 21 e 22 AGOSTO - CISET 4X4 MADEIRA 2021 - MADEIRA (Local a definir)
  • 19 SETEMBRO - CISET 4x4 ALIJÓ 2021 - SANFINS DO DOURO, ALIJÓ
  • 17 OUTUBRO - CISET 4X4 SETÚBAL - SETUBAL
  • Em data a anunciar - CISET 4X4 TORRES VEDRAS -TORRES VEDRAS
  • 20 e 21 NOVEMBRO- CISET 4X4 ESPANHA - ESPANHA  (Prova a confirmar, e em local a definir)

Todas as provas carecem de confirmação posterior.  Estes datas são meramente indicativas.

  • Cancelado - CISET 4x4 PORTALEGRE - PORTALEGRE

 

Comunicado oficial 23/3/2021

© 2022 Todoterreno.pt. Designed by Helder Custodio

 

 

We use cookies

We use cookies on our website. Some of them are essential for the operation of the site, while others help us to improve this site and the user experience (tracking cookies). You can decide for yourself whether you want to allow cookies or not. Please note that if you reject them, you may not be able to use all the functionalities of the site.